PROCEDIMENTOS



Também conhecida como lipoescultura, a lipoaspiração remodela áreas específicas do corpo, removendo o excesso de depósitos de gordura, melhorando os contornos do corpo e a proporção. Apesar de boa saúde e da prática de exercício físico, algumas pessoas podem, ainda, ter um corpo com contornos desproporcionais devido a depósitos de gordura localizada.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Também chamado de Ritidoplastia, é uma das formas de combater a flacidez, rugas e sulcos, dando assim uma aparência mais jovem e suavizando os efeitos do tempo sobre a pele. É preciso estar ciente de que a plástica pode retardar o processo de envelhecimento, mas não o interrompe. Cabe ao cirurgião orientar e indicar um bom dermatologista para preservar ao máximo os resultados da cirurgia.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Também conhecida como mamoplastia redutora, a redução de mama remove o excesso de gordura, o tecido glandular e a pele para atingir um tamanho de mama proporcional com o seu corpo e aliviar o desconforto associado com seios muito grandes.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Procedimento em que se remove o excesso de gordura e de pele e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado. Ter um abdômen liso e tonificado é algo que muitos de nós se esforça para ter através de exercício físico e controle de peso.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Atualmente, a sociedade cultua a aparência jovem e saudável e, cada vez mais, homens de todas as idades e de todas as classes sociais querem se submeter à cirurgia plástica por razões estéticas. Os objetivos procurados pelos homens incluem nariz mais proporcional, rosto rejuvenescido e cintura menos marcada, porém, é importante que se tenha expectativas realistas sobre a cirurgia. E lembre-se, ela pode oferecer melhora significativa, mas não a perfeição.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Também conhecida como mamoplastia de aumento, a cirurgia de aumento de mama utiliza implantes para dar volume aos seios ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso ou gravidez.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


A toxina botulínica do tipo A e do tipo B são substâncias purificadas, derivadas a partir de uma bactéria. A injeção dessa substância bloqueia os sinais nervosos musculares, enfraquecendo o músculo de modo que não se contraia, diminuindo as rugas faciais indesejadas. A toxina botulínica pode ser combinada com demais procedimentos cosméticos da pele tais como peelings químicos, preenchimentos dérmicos ou microdermoabrasão para melhorar, ainda mais, os resultados.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


A face apresenta uma anatomia complexa. Entre suas múltiplas e delicadas estruturas, há diversos compartimentos de gordura, que funcionam como coxins de proteção. Entre estes compartimentos, existe um que se estende quase que ao longo de toda a superfície lateral do rosto, em plano profundo, desde a têmpora até próximo à mandíbula, recebendo o nome de Bola ou Bolsa de Bichat (em homenagem ao anatomista francês que primeiro o descreveu).

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Implantes faciais trazem equilíbrio e melhor proporção para a aparência estrutural do rosto. Se você se sente incomodado por ter um queixo pequeno, mandíbula pouco marcada ou falta do contorno facial, a cirurgia plástica com implantes faciais pode beneficiá-lo.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Comumente referida como cirurgia de lifting de mama, a mastopexia reposiciona a aréola e o tecido mamário, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido para compor o novo contorno da mama.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais


Cirurgia que corrige um defeito na estrutura das orelhas presente desde o nascimento, que se torna aparente com o desenvolvimento; ou tratamento de orelhas deformadas causadas por lesões. O objetivo é reposicionar corretamente as orelhas, posicionando as cartilagens e retirando o excesso de pele, moldando-as. É um procedimento altamente individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Saiba Mais